Instalando e configurando o squid

O squid é utilizado em muitas empresas, universidades, enfim nos mais variados lugares com o objetivo de controlar o acesso a sites na web, em computadores ligados em rede. O seu uso é conhecido por quase todos os administradores de redes, já que se tem conhecimento de que ele é um dos mais eficientes recursos para esta atividade.

O objetivo deste artigo é mostrar a sua instalação, configuração e utilização em plataformas linux. Com um método direto para que vocês não se percam em descrições desnecessárias de funções desta ferramenta. Já que isto é uma breve introdução aos seus recursos e pode ser usado como um guia de referência e não como um conteúdo didático.

Pois bem começo o post mostrando como dever ser feita a instalação do squid em sistemas linux. Vou usar como sistema o Debian. Já que é o sistema mais fácil e que eu recomendo para a utilização desta tarefa, mas também irei mostrar como fazer em sistemas que utilizam pacotes RPM, como é o caso do Mandriva.

Instalando no Debian:

# sudo apt-get install squid

Simples não é por isso recomendo a utilização do Debian, mas para quem utiliza outro sistema o comando é este.

Instalando em sistemas de arquivos RPM:

# Baixem o pacote deste link: http://www.squid-cache.org/

e depois utilizem este comando :

# rpm −ivh squid.x.y.z.rpm

Pronto após instalar vamos configurar o Squid, iremos localizar o arquivo squid.conf para futuras alterações e configurações.

Utilize este comando para procurar o arquivo squid.conf:

# locate squid.conf

ou

# find squid.conf

Isto te dará o diretório onde está o arquivo, porque ele pode variar dependendo do sistema operacional de cada um.

Agora vamos começar a configuração do squid para bloqueio da rede. Abra o arquivo squid.conf com seu editor de textos qualquer e procure as seguintes linhas: ACLs

Embaixo destas linhas coloque o número de ip da sua rede:

acl rede_interna src numero da sua rede

E a seguinte linha na seção de acesso (TAG: http_access)

http_access allow rede_interna

Pronto agora vamos começar a configurar o bloqueio a sites indesejáveis, teremos que criar alguns arquivos para a manutenção do bloqueio.

Vamos fazer aqui a criação de pasta e de arquivos Block e Unblock:

# mkdir /etc/squid/bloqueados

ou

# mkdir /usr/local/squid/etc/bloqueados

# touch /etc/squid/bloqueados/block.txt

ou

# touch /usr/local/squid/etc/bloqueados/block.txt

# touch /etc/squid/bloqueados/unblock.txt

ou

# touch /usr/local/squid/etc/bloqueados/unblock.txt

No arquivo block você coloca todos os sites que deseja bloquear e no unblock as exceções que você deseja liberar.

Após isto tudo abra o squid.conf e coloque as seguintes linhas antes da linha:

acl all src 0.0.0.0/0.0.0.0:

e coloque as seguintes linhas:

acl blockedsites url_regex −i “/etc/squid/bloqueados/block.txt”

acl unblockedsites url_regex −i “/etc/squid/bloqueados/unblock.txt”

ou

acl blockedsites url_regex −i “/usr/local/squid/etc/bloqueados/block.txt”

acl unblockedsites url_regex −i “/usr/local/squid/etc/bloqueados/unblock.txt”

Agora procure no seu squid.conf a linha http_access deny all e coloque antes dela:

http_access deny blockedsites !unblockedsites

Pronto este é o básico do básico para a instalação e configuração do squid, uma ferramenta que se mostra muito estável para este tipo de tarefa, Para mais detalhes e informações de recursos acessem a lista de link abaixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: